segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Eu gosto de pessoas, de frio, de sorrisos, gosto quando olham nos olhos, de elogios sinceros, de fotografia, de pôr-do-sol, de pôr-do-sol acompanhada, gosto de companhia, que prestem atenção quando eu falo, de falar besteiras, gosto de rir, de fazer pessoas rirem, que pessoas riam junto comigo, gosto de estar junto, de abraço, de afago, de afeto, de livros, de tardes, sorvete de melão, de carinho na mão, beijo no olho, gosto quando o sono vem rápido, quando assisto meus seriados, quando a dor de cabeça passa, quando a crise de riso não, de rir quando não posso, de fotos preto e branco, de nostalgia, de filme com pipoca, gosto de chuva, de palavras, coisas e pessoas incomuns, do que me faz pensar, gosto de aprender, de saber coisas inúteis, chegar de madrugada, de sábados em casa por opção, do doce que enjoa, do salgado que dá sede, de estrelas, gosto da bíblia, de coisas não-planejadas, dos três segundos antes de qualquer coisa, gosto de pessoas com voz bonita, de ver pessoas tocando violão, de música preferida no som do carro, do rádio desligado, de quando minha mãe chega em casa, da comida preferida no forno, de sair com meus irmãos, números ímpares, mensagem de madrugada, indiretas diretas, de pessoas vindo me pegar em casa, gosto de chicletes, de caretas e de crianças, de pessoas chatas, de viajar, gosto de ter tempo e escolher não usa-lo, de dormir depois do almoço, gosto de ter coisas pra fazer, gosto de deitar bem cansada na minha cama, gosto da cama do meu irmão, de me espreguiçar, de bocejar, de segredos, gosto quando mexem no meu cabelo, de vento no rosto durante a tarde, de pés na areia, de romance, de pratos bonitos, gosto de coisas coloridas e de azul, gosto de descobrir, de dá presentes, quando meu aniversário passa, de lembrar dos meus sonhos, andar pela casa de pijama, de morar em casa, gosto da internet rápida, gosto de fazer bons trabalhos, de unhas azuis, de quintas-feiras, de massagem, quando todos os sinais estão verdes, gosto de saber que esse texto, por mais que eu queira e vá terminar, seja interminável

Um comentário:

Saulo disse...

Muito bonito o texto, pus até no meu orkut!rs

mas botei seu nome como autora!!hehe

parabéns e faça uma coisa que minha mãe fala cmg!!

Nunca pare de escrever! Textos bonitos fazem bem para qm lê igualmente bem aquela foto do seu sorriso, me fez 1 bem danado ver akela foto, e como diz o orkut

SORRIA! ISSO BASTA!