terça-feira, 28 de abril de 2009

"Tenho andado distraído, impaciente e indeciso e ainda estou confuso, só que agora é diferente; estou tão tranqüilo e tão contente... Quantas chances desperdicei, quando o que eu mais queria era provar pra todo o mundo que eu não precisava provar nada pra ninguém. Me fiz em mil pedaços pra você juntar e queria sempre achar explicações pro que eu sentia. Como um anjo caído, fiz questão de esquecer que mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira. Mas não sou mais tão criança a ponto de saber tudo... Já não me preocupo se eu não sei por que, às vezes o que eu vejo quase ninguém vê, e eu sei que você sabe, quase sem querer, que eu vejo o mesmo que você. Tão correto e tão bonito, o infinito é realmente um dos deuses mais lindos. Sei que às vezes uso palavras repetidas, mas quais são as palavras que nunca são ditas? Me disseram que você estava chorando e foi então que eu percebi como lhe quero tanto... Já não me preocupo se eu não sei por que, às vezes o que eu vejo quase ninguém vê. E eu sei que você sabe, quase sem querer, que eu quero o mesmo que você.. "

2 comentários:

Ariane Sapucaia disse...

Caraca,eu preciso te falar algo sério. Desde que nos conhecemos,acontecem coisas que sinceramente eu vejo como milagre! Sempre tem que ter alguma coincidência (milagre ao meu ver)quando você me fala algo,ou faz algo,por que é justamente o que pensei ou estava passando no momento.Parece até loucura,mas quando me enviastes versículos (certa vez) foi algo que realmente estava acontecendo comigo,e agora essa música,que eu estava ESCUTANDO HOJE,por que foi uma música que me balançou muito quando comecei a escutar Legião Urbana,enfim,falei demais. Cuide-se flor :*

Júlia disse...

Que bonito tudo por aqui!