terça-feira, 15 de junho de 2010

"Era uma vez um leitor, curioso sobre a história dentro de um livro. Era uma vez um livro, curioso sobre os olhos daquele leitor. Era uma vez a história de um. Era uma vez a história de outro. Mas porque alguém tinha de dar o braço a torcer, o livro rendeu-se e começou o primeiro capítulo. Os livros sempre se rendem: não é a toa que eles capitulam."

Rita Apoena esqueceu de me dizer quem é o livro, na "minha" história, afinal.

2 comentários:

Zeck disse...

Eu acho :)

Janine disse...

Venha aqui mais vezes fia!